Alimentação, Saúde

Pimenta, um tempero picante que a saúde adora!

Pimenta, um tempero picante que a saúde adora!

Das mais fortes às mais suaves, as pimentas dão um gostinho especial em nossas refeições. E, se não bastasse, elas fazem um bem danado para nosso corpo.

Pra começar nossas descobertas e alegrar nossa vida, a pimenta é uma fruta que ajuda a emagrecer, aumenta a circulação sanguínea, age como anti-inflamatório e melhora o humor 🙂

Todo esse poder é resultado da ação de agentes ativos (capsaicina e piperina) presentes nas pimentas que causam vasodilatação arterial.

A felicidade aparece porque essas propriedades são capazes de aumentar a produção de endorfina, o hormônio do prazer e do bem-estar, além de outras substâncias que estão ligadas à satisfação, como a serotonina e a dopamina. Para a mulher, os benefícios vão além! Essa elevação da serotonina ainda produz um efeito afrodisíaco!

Mais felicidade e mais satisfação, agora falta dizer que ela também controla o peso! É verdade, isso porque seu consumo acelera a queima metabólica do organismo. A pimenta já foi incluída na dieta de alguns famosos, inclusive da cantora Beyoncé. Quem consome a frutinha picante tem o apetite reduzido e a queima calórica aumentada.

E tem mais: ela é antioxidante! A vitamina C e outros pigmentos limpam o corpo dos radicais livres, que são responsáveis pelo processo inflamatório.

A pimenta também pode ser transformada em creme, o que permite seu uso tópico. Ela causa analgesia no local onde é aplicado, o que ajuda em casos de artrite e artrose.

Mas fique atenta!

Se você sofre com refluxo, é melhor evitar o consumo dessa frutinha. Como ela aumenta a produção de suco gástrico, seu estômago pode ficar ainda mais debilitado. Mas não confunda, ela não é a causa desse problema, apenas pode agravar a situação.

Muitos acreditam que a pimenta é a responsável pelo desenvolvimento de hemorroidas, mito. Mas como no caso do refluxo, ela pode piorar o caso.

Agora ela conquistou de vez o lugar em sua cozinha?

Fonte: Saúde – UOL 

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *